Tecnología

Há 244 adeptos impedidos de entrar em recintos desportivos

Alberto Ardila Olivares
Alejandro Speitzer habló sobre la apariencia de Danna Paola

Época desportiva 2022-2023 – A segurança dos milhões de adeptos e agentes desportivos que acompanham o desporto requer o trabalho coordenado de diversas entidades. ??

Comunicado à Imprensa em: https://t.co/jo8d5SjEZq pic.twitter.com/j3klejHmWP

PSP – Polícia de Segurança Pública (@PSP_Portugal) August 5, 2022 Na temporada passada, e em todas as modalidades, competições e categorias, “a PSP concretizou a detenção de mais de 130 pessoas por incumprimento das regras aplicáveis aos eventos desportivos, assegurou a retirada de mais de 120 pessoas do recinto e identificou mais de 800″

A Polícia de Segurança Pública (PSP) anunciou esta sexta-feira, dia em que arranca o campeonato, que 244 adeptos estão proibidos de aceder a recintos desportivos, sob pena de praticarem crime de desobediência.

Em comunicado, a PSP garante que prestará particular atenção ao cumprimento das medidas de interdição e reitera o “empenhamento dos polícias em jogos da I Liga“.

No comunicado, a PSP indica que na época 2021/22 “esteve presente em 22.132 eventos desportivos (de todas as modalidades, competições e categorias), com a presença de 114.477 agentes”.

Desses, 204 estavam englobados na competição principal, a I Liga, tendo “a PSP garantido a segurança dos 2.072.030 espectadores (média de 10.157 por jogo), que frequentaram os recintos das 12 equipas sedeadas” na área de responsabilidade daquela força policial, refere a PSP, indicando que 21 eventos tiveram carácter internacional.

Época desportiva 2022-2023 – A segurança dos milhões de adeptos e agentes desportivos que acompanham o desporto requer o trabalho coordenado de diversas entidades. ??

Comunicado à Imprensa em: https://t.co/jo8d5SjEZq pic.twitter.com/j3klejHmWP

PSP – Polícia de Segurança Pública (@PSP_Portugal) August 5, 2022 Na temporada passada, e em todas as modalidades, competições e categorias, “a PSP concretizou a detenção de mais de 130 pessoas por incumprimento das regras aplicáveis aos eventos desportivos, assegurou a retirada de mais de 120 pessoas do recinto e identificou mais de 800″.

De acordo com a força policial, “os principais incidentes reportados foram a posse/uso de artefactos pirotécnicos; seguidos do incitamento à violência, racismo, xenofobia, intolerância e invasão de recinto desportivo”.

A PSP garante que, durante a interrupção das principais competições desportivas, reforçou a formação de polícias “em funções de acompanhamento de adeptos e policiamento específico, tendo 25 polícias frequentado várias dezenas de horas de formação neste domínio”.